Sexta-feira, 1 de Maio de 2009

A morte do sentimentalismo

 

Não consigo deixar de ser assim. Exagero, complico, tudo arde e volta a arrefecer em questão de minutos. Mas também sei reconhecer. Reconhecer que não tive razão e que exagerei. No entanto, há coisas que só eu sinto e para mim justificam os "dramas". Por ter consciência de minha pessoa, coisas há que já mudei. Não pela outra pessoa mas por mim.

 

Só quero que me ouçam, que conheçam o que sou e que aceitem.

 

Bastava-me o silêncio. A compreensão de pelo menos um milésimo do que me constitui. Em vez disso, fica a aparência de reacções sem intuito.

 

E o que está cá dentro, não conta?

 

Não sou prática nem fria. Não sou assim. Sofri desilusões mas toda esta patética veia sentimentalista permaneceu na mesma. Uma palavra para mim pode significar a alteração de um dia completo. É assim tão descabido ser assim? Será que terei de ver tudo tão objectivamente para deixar de ser exagerada? É assim tão errado preocupar-me com o que sinto e faço sentir?

 

Esta impossibilidade de demonstrar o que sinto sem ser julgada está-me a corroer. Aprendi a viver e a deixar de pensar tanto (penso que para deixar de me sentir ridícula). Deixei de ter vontade de escrever (acho que porque me alimenta a existência do sentimentalismo).

 

No fundo, um pedaço dessa parte de mim vai morrendo...dia após dia...

 

 

Estou...:
Música: João Pedro Pais e Mafalda Veiga - paciencia
Publicado por ascertezasdasincertezas às 13:33
link do post | Comentar | favorito
|
8 comentários:
De Coberturas para Piscina a 22 de Março de 2011 às 20:23
gostei
De su serrao a 20 de Setembro de 2009 às 11:50
bastou-me ler este teu texto para me rever em ti... não te conheço, nem a tua historia, nem a tua idade eu sei,... talvez nada tenhamos em comum... mas pelo menos 2coisas ja eu descobri... o sentimentalismo e as desilusões sofridas... reconheci-me neste texto... o pior q ELE me pode chamar é exagerada... e chama-me isto quase todos os dias e logo isso q desenrola a maior parte das discussões
De sentimentosdeumavida a 18 de Julho de 2009 às 23:29
Bem, prendo-me completamente a ler os teus textos... Em cada palavra, cada frase, vejo um pedacinho de mim :s
De fernanda a 12 de Junho de 2009 às 23:51
Às vezes um pouco de atenção faz bem.
De lovenox a 13 de Maio de 2009 às 21:45
Eu não sei se é descabido ser assim, mas eu sou exactamente uma cópia de ti, acho que ás vezes complicamos sem razão, e que uma palavra pode significar o fim de um dia de sol, só que ao contrário de ti, eu quero ser assim, porque nós sentimos, e neste mundo as pessoas já não sentem, e querem que nós deixemos de ser assim, é verdade que ás vezes podemos ser ridículos, mas também somos belos, somos únicos, somos bem diferentes porque não usamos máscaras.
De ascertezasdasincertezas a 9 de Junho de 2009 às 23:30
=) Ser assim torna-se complicado mas também tem as suas vantagens. Podemos complicar muito e exagerar mais também somos capazes de identificar a beleza nas coisas insignificantes à visão geral.

"Não usamos máscaras" - é um facto, sou incapaz de as usar.

Bjs
De complicadinha a 8 de Maio de 2009 às 08:39
Acho que não há motivo para dramas, se é a tua maneira de ser... quem gosta gosta, quem não gosta... azarucho! Eu mesma já tenho sido rotulada como a pessoa com o humor mais instável que alguém conhece... ; ) Porque é como dizes, uma palavra, até uma expressão pode mudar o dia, tanto para melhor como para pior. E nos dias em que tenho essa exacta noção de que está acontecer, tento não fazer grandes ondas, não tomar grandes decisões e deixar que a noite passe... por vezes é só disso que precisamos, de um novo dia.
Bjs
De ascertezasdasincertezas a 9 de Junho de 2009 às 23:34
Ao contrário de ti não posso dizer que tenho um humor muito instável. No entanto, há momentos em que preciso de mais atenção, mais compreensão e quando isso não acontece não me sinto bem. E daí a começar a disparatar vai um passo. Depois há sempres dias é que se controla esse tipo de sentimentos melhor que outros. Há dias em que gosto de os ter só para mim, assim ao menos ninguém se pode queixar.

Bjs

Comentar post

E eu sou assim...


ver perfil

seguir perfil

. 144 seguidores

pesquisar

Agosto 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Inconstâncias recentes

Sentimentos Revoltos

Reflexões Matinais

Palavras Perdidas

Futuro

Contos de Fadas

Pequena Colaboração

Recordações únicas

Cansaço

Sem palavras

Inconstâncias armazenadas

tags

todas as tags

eXTReMe Tracker
blogs SAPO

subscrever feeds