Quarta-feira, 13 de Abril de 2011

Pequena Colaboração

 

Não é hábito meu utilizar este espaço para outros fins senão esvaziar a alma mas desta vez uma amiga precisa de uma ajudinha e cá estou eu para isso.

 

Pedia a todas as mulheres que perdem o seu precioso tempo a ler os meus devaneios para responderem a um pequeno e muito curto questionário. É algo fácil e que não vos rouba mais do que um minuto.

 

Este é o link

 

Nós agradecemos, é de extrema importância a obtenção do maior número de respostas.

 

E se quiserem divulgar agradecemos também.

Publicado por ascertezasdasincertezas às 22:42
link do post | Comentar | favorito
|
Segunda-feira, 1 de Dezembro de 2008

De novo...

 

Não estava preparada para passar por isto de novo. Não estava. Não é justo. Como é possível reviver de tal forma esta agonia que não pensei sentir tão cedo. Havia jurado a mim mesma que não deixaria voltar a acontecer...

 

Deixei...

 

Mais uma vez, deixei-me acreditar que desta vez teria uma oportunidade para ser feliz. Felicidade. O que é isso afinal? Sempre que a alcanço é me arrancada de forma abrupta. Dói! Dói perder tudo o que pensei ter alcançado. Do que serviu ultrapassar toda a insegurança? Do que servir ter lutado com o passado? Do que serviu se no final tudo volta. A perda. A dor. O sofrimento. A utopia de um sentimento feliz e solidamente real e estável.

 

Caí de novo. Nem sei bem como, mas caí. E apesar de neste momento ainda não me ter mentalizado que a vida voltou a pregar-me uma partida, sei que vai custar ainda mais. Vai magoar com mais intensidade ainda. Não se esquece o que se viveu. Não se esquece o que se sente, de um dia para o outro. E pior...não consigo aceitar tão facilmente como gostaria...

 

 

Estou...: destroçada
Música: Alter Bridge Broken wings
Publicado por ascertezasdasincertezas às 02:00
link do post | Comentar | Ver comentários (28) | favorito
|
Domingo, 3 de Agosto de 2008

O melhor a fazer...

 

Não consigo ficar indiferente ao que escrevi e ao que se passou na realidade. Decidi eliminar o que guardei aqui e pensei ser o que tinha restado do passado.

 

Percebi da pior forma que tudo isto é inútil e sinto não valer a pena imortalizar algo desta maneira. No fundo, só eu aprendi com as experiências que tive independentemente de as ter exprimido através da escrita ou não.

 

Com esta minha decisão, recordo o meu receio em conseguir voltar a ser feliz...hoje sei que o sou, apesar dos pequenos altos e baixos que qualquer pessoa tem.

 

Estou...:
Música: Brandi Carlile - The Story
Publicado por ascertezasdasincertezas às 16:37
link do post | Comentar | Ver comentários (1) | favorito
|

E eu sou assim...


ver perfil

seguir perfil

. 144 seguidores

pesquisar

Agosto 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Inconstâncias recentes

Pequena Colaboração

De novo...

O melhor a fazer...

Inconstâncias armazenadas

tags

todas as tags

eXTReMe Tracker
blogs SAPO

subscrever feeds